A verdade é relativa?

Não precisamos ir muito longe pra encontrarmos quem defenda a relatividade da verdade. Certamente, muitos de nós estão cercados de pessoas que propagam essa falácia, como se ela não fosse nada além de bom senso. É algo defendido nos cursos de ensino superior e os que não concordam são enxergados como aqueles de mente fraca. É uma ideologia que está tomando tanto espaço que até as igrejas atuais a estão recebendo, ainda que não percebam claramente (já que ela chega sutilmente).

O problema quanto a essa questão, de uma perspectiva bíblica, está relatado em João 8.32:

Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.”

Hoje em dia vemos pessoas dizendo que Jesus foi um homem bom, somente. Há quem diga que ele era um líder comunista, ou até mesmo um espírito evoluído. Há várias aspirações sobre quem Cristo de fato era, mas todas as que encontram abrigo apenas dentro do coração do homem são falhas, porque Cristo ensina:

Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.
Marcos 7.21,22

É impossível que o homem perceba como Deus é unicamente por aquilo que sente no coração. Deus fala, sim, ao coração do homem, mas o instrumento que Ele utiliza para isso é a Sua Palavra. Se queremos estar livres dos enganos que surgem mundo afora acerca de Deus, do Seu Filho e da nossa fé, precisamos estar firmados nas Escrituras Sagradas. Às vezes, a gente pensa: “Que nada! Eu que nunca vou me deixar persuadir por essas ilusões.” Meu irmão, jamais descanse na sua própria força. Não subestime o seu pecado. Se você deixar de ser alimentado pela Palavra de Deus, impedindo a Luz do mundo de brilhar sobre o seu entendimento, você só vai se adentrar nas trevas cada vez mais.

O Senhor teve o cuidado, ao longo de quase 1.600 anos, de guiar seus servos para escreverem a Sua instrução aos homens de todas as gerações, e nós, ao invés de buscarmos conhecer a vontade de Deus através dela, ficamos procurando revelações extraordinárias em palavras de irmãos, em sonhos, em sensações fortes e aberturas aleatórias de passagens bíblicas. A coisa não funciona assim.

Cristo é o Salvador do mundo, o Filho de Deus, Rei soberano das nações, o próprio Deus encarnado que desceu à terra com o objetivo de padecer para salvar a Sua Igreja amada, livrando-a da ira de Deus Pai. Morreu como homem e, ao terceiro dia, ressuscitou, demonstrando ter a vida em Si mesmo (João 5.26), constatando que o Pai aceitou o Seu sacrifício perfeito. Ele Reina e voltará para dar fim a todas as coisas. Qualquer “verdade” que tente alterar o caráter de Cristo deve ser rejeitada, para que não estejamos presos nas nossas vãs considerações humanas. Já diz a Escritura:

E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.
João 8.32

Produza frutos! Um abraço.

Comente!

Por | 2018-02-20T23:30:20+00:00 quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018|Bíblia, Cristianismo, , Vida Cristã, vitrine|0 Comentários

Sobre o Autor:

Pior dos pecadores alcançado pelo Evangelho de Jesus Cristo. Sonho em ser pai e sou apaixonado pelo livro de Romanos. Membro da Igreja Presbiteriana de Vitória da Conquista - BA.

SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL