Sofrimento debaixo do tapete

Graça e paz! Tudo bem? Talvez nunca tenha dito isso antes, mas, na maioria das vezes, quando paro tudo para começar a escrever um novo post, Deus me mostra que já estava falando comigo ao longo da semana nas situações mais simples. Isso é  interpresante porque no final das contas tudo parece se encaixar, pois, através das lentes das Escrituras, posso enxergar todas as coisas na perspectiva correta: a Palavra de Deus vem, governa e transforma meus pensamentos.

Porém, infelizmente muitas vezes acontece o oposto, quando tentamos varrer a verdade para debaixo do tapete ao assumirmos nossos pressupostos falíveis nas mais diversas ocasiões, principalmente nas que envolvem o sofrimento. Falo isso, pois em um dia aparentemente comum algo me chamou bastante atenção: uma mulher arrastando com o pé o lixo que estava em seu território e, ao mesmo tempo, o vento o espalhava e trazia-o praticamente ao mesmo local ou afastava-o para as delimitações. Fiquei a me questionar o porque dela não pegar o lixo com as próprias mãos e realizar o descarte adequado. Não sei a resposta. Mas, posso inferir que ela não estava reconhecendo completamente o que estava na sua frente.

De forma parecida, muitas vezes tentamos ignorar o sofrimento e as provações ou fazemos de tudo para dar aquele “jeitinho brasileiro” e não chegamos a lugar algum porque não aprendemos desde cedo a enxerga-lo de forma bíblica e nem vemos sua relação com outros aspectos, como a justificação pela fé. Sem mais delongas, vamos ao texto:

Sendo pois justificados pela fé, temos paz para com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isso, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança, e a esperança não confunde, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos é dado.”Romanos 5:1-6

De maneira geral, o trecho em destaque revela o significado da justificação pela fé aos cristãos, bem como indica a maneira com que Deus se relaciona conosco e pode nos nos conduzir, apesar das situações difíceis. Enquanto cristãos, sabemos que não estamos isentos de aflições (Jo 16:33), como também que o sofrimento em Cristo é passageiro e aponta para transformação de caráter e santificação que nos é requerida (1 Pe 1). Entretanto, não costumamos lembrar que através da justificação em Jesus temos paz com Deus e podemos andar em harmonia e comunhão com Ele (v.1-2).

O trecho demonstra que a justificação pela fé nos faz encarar o sofrimento de forma diferente, uma vez que ter paz com Deus não significa necessariamente viver sem guerras e sofrimentos, pelo contrário, diz respeito à redenção em Cristo que nos declara justo pela fé, nos reconcilia com Deus (v.1) e permite acesso direto a Ele num relacionamento baseado em sua graça, sendo motivo para estamos firmes em todas as circunstâncias (v.2), pois Ele é o modelo a ser seguido.

Nesse sentido, pode-se afirmar que até mesmo nos momentos difíceis devemos buscar a esperança porque por meio dela podemos ser aperfeiçoados. Perceba que existe uma ordem para tal, a saber, a tribulação, paciência, experiência e esperança (v.3-4). E tudo culmina em esperança. Não há como inverter! Vemos isso claramente na bíblia em que as perseguições e sofrimentos sempre vem antes da glória. Precisamos entender isso para evitarmos frustrações e estarmos prontos para caminhar com Cristo.

Em seguida, algo muito confrontador se faz claro. A mesma esperança que ressalta a ação de Deus, demonstra o quanto somos amados por Ele pelo derramar em nossos corações da justificação por meio da fé em Cristo (v.5) ao ponto de nunca nos desapontar, pois a esperança vem dEle mesmo. Eis aqui um amparo para nossas vidas, nós podemos contar com Deus em todo tempo.

Basta lembrar que mesmo sendo pecadores Cristo morreu por nós (v.6). Ele não esperou tornamo-nos bonzinhos, até porque não conseguiríamos. Mas amou espantosamente miseráveis como nós. Porventura, Ele não nos ajudaria suportar momentos difíceis? Claro que sim e ainda mais: Ele pode nos fazer reconhecer o que está em nossa frente e sermos dependentes dEle, pois sem Ele jamais conseguiríamos remover sofrimento algum diante dos nossos olhos, uma vez que a verdadeira paz que nos instrui a lidar com as dificuldades veio a tona por meio de Cristo através do amor de Deus quando ainda éramos pecadores.

Só Deus remove o sofrimento que colocamos um dia debaixo do tapete!

Que tal compartilhar com seus amigos se lhe edificou de alguma forma?

Fique a vontade para deixar seu feedback sobre esse texto nos comentários, ou se preferir podemos conversar por e-mail ou redes sociais abaixo:

contatolgleygson@outlook.com
💙Facebook.com/LGleygsonOficial
📸 Instagram.com/LGleygson
🎥 YouTube.com/LeonardoGleygson

Abraços,
Leonardo Gleygson

 

 

Comente!

Sobre o Autor:

Surpreendido por Deus a cada instante, busco matar o meu "eu " todos os dias a fim de que Ele seja tudo na minha vida. Sou apenas um servo, estudante de Fonoaudiologia. Quero ganhar o Brasil para Cristo e não ser destaque ou motivo de exaltação pessoal!

SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL