Ocupados demais

Se você precisa chegar cedo ao trabalho, estudar muito, cumprir diversos prazos de entregas, participar das reuniões na igreja ao longo da semana, ajudar nos afazeres de casa, se manter atualizado nas redes sociais, arrumar um tempinho para os amigos e as séries, estudar um pouco mais, ir à academia e ler sua pilha de livros, sem deixar de lado sua vida devocional… o papo de hoje é com você. Talvez, sua agenda não seja exatamente esta, mas também está bem cheia e quer te deixar sobrecarregado – física e emocionalmente. Se for o caso, é bom ficar atento.

Deus tem me chamado a atenção para observar mais cuidadosamente minha rotina. Ou melhor, minhas prioridades. Tenho visto quão urgente e essencial é organizar estas prioridades, por amor a Ele. Se, realmente, Ele não estiver em primeiro lugar em meu coração, sei que estarei a um passo de me afundar nas inquietações desta vida. Se Ele não for a razão e a direção do que faço, posso conquistar todas as coisas e ainda me sentir vazia, constantemente insatisfeita.

Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? (Marcos 8.36)

Pense na caminhada de Jesus e em seu ministério. Ele ensinava a Palavra, orava pelas pessoas, curava doentes, expulsava demônios e vivia cercado de gente. Mesmo assim, se ausentava da multidão para orar e investir seu tempo a sós com o Pai. Ele fazia o que precisava ser feito, conforme obedecia ao Pai, mas, sobretudo, priorizava o que era mais importante.

Jesus foi tentado em todas as coisas, assim como nós – mas sem pecado (Hb. 4.15). Ele poderia cair no desespero de estar ocupado demais, de forma que a ansiedade tomasse conta de seu coração. Ele poderia arrumar suas desculpas para negligenciar sua vida de oração e, certamente, seriam desculpas bem mais relevantes do que as minhas. Mas não o fez. Pelo contrário, Ele amava o Pai e deixou seu exemplo para seguirmos seus passos. (Ou será que somos tão autossuficientes que não precisamos orar tanto quanto Ele?)

Tenho aprendido que não só devemos compreender nossas prioridades como também entender nossas limitações. Não. Podemos. Fazer. Tudo. Ou ao menos, não tudo de uma vez. Isso não é desculpa para nos acomodarmos, mas o entendimento de que tudo tem seu tempo, sua fase. É claro que muitos de nós vivemos cheios de afazeres e isso faz parte da vida, mas precisamos identificar o que deve ser mais importante.

Deus tem refrigério para nós. E oro para que Ele nos ajude a viver da melhor maneira, gerenciando nosso tempo com sabedoria e valorizando o que é precioso. Descanse Nele! 🙂

 

Que Deus te abençoe muito!

 

Mari

Comente!

Por | 2018-03-20T08:12:49+00:00 sexta-feira, 9 de março de 2018|Cristianismo, Vida Cristã, vitrine|0 Comentários

Sobre o Autor:

Estrangeira voltando para o lar. Jornalista apaixonada pela profissão e por todas as formas de comunicação, sobretudo, a escrita. Ama simplicidade, música e o livro de Eclesiastes.

SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL