Oração e Reconhecimento

Olá, galera!

Hoje resolvi postar pra vocês um texto de meu antigo blog, o Fator Teen. Bem antes de eu me imaginar no Não Morda a Maçã, antes mesmo de me converter, eu já tinha certa paixão pela escrita e internet e havia criado um blog. A princípio, obviamente, ele não tinha nada espiritual, mas conforme o Senhor foi entrando em minha vida, ele passou a ser parte também daquilo que compartilho. Hoje eu escrevo para os blogs que podem ser encontrados na minha bio, mas se vocês quiserem conferir como era o antigo, é só acessar: Fator Teen. Que Deus os abençoe através da leitura!


Como de costume, Jesus foi para o monte das Oliveiras, e os seus discípulos o seguiram. Chegando ao lugar, ele lhes disse: “Orem para que vocês não caiam em tentação”. Ele se afastou deles a uma pequena distância, ajoelhou-se e começou a orar: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua”. Apareceu-lhe então um anjo do céu que o fortalecia. Estando angustiado, ele orou ainda mais intensamente; e o seu suor era como gotas de sangue que caíam no chão. Quando se levantou da oração e voltou aos discípulos, encontrou-os dormindo, dominados pela tristeza. “Por que estão dormindo?”, perguntou-lhes. “Levantem-se e orem para que vocês não caiam em tentação!”
Lucas 22:39-46 NVI

Esta passagem, “Jesus ora no Monte das Oliveiras”, é muito preciosa. Estava a lendo esses dias, e é daquela espécie de revelação, quando o Espírito Santo te faz abrir os olhos e ver a essência de uma passagem.

Antes de mais nada, é bom lembrar que Jesus é nosso principal ícone, em quem devemos nos espelhar. Mesmo em sua natureza humana, seu foco era o Pai celestial e possuir uma vida íntegra para seguir cumprindo seu chamado.

A integridade de Jesus estava atrelada por completo à espiritualidade. Ele deixou um ensinamento prático, seu testemunho para que soubessemos como agir. A força dele vinha dos céus

[ou melhor dizendo, ele mesmo o era, mas como humano, nos indicava o que era necessário], a oração. A oração é completa e precisa — arma significativa contra tentações, de alguém que sabe exatamente o que é ser tentado (Hb. 2.18). Observe que, neste trecho de Lucas, Jesus dá ênfase, repetindo e chamando os discípulos para orar ainda que em um momento difícil, ainda que eles parecessem sem força. Seria a oração que lhes faria diferença, e Jesus ali orava intensamente.

O maior símbolo de um coração realmente filho de Deus é a dependência, o temor que procede do amor (v.42). Esse versículo é incrível, pois mostra como ser um filho que se doa ao Pai. Devemos aprender muito com isso. Jesus não fazia meras petições, mas ele basicamente declarava que só aceitaria a vontade do Pai. A vontade de Deus é o que importa, e isso é reconhecer Sua soberania. Aplique à sua vida a oração e o temor!

Por | 2018-03-20T08:13:05+00:00 quarta-feira, 18 de outubro de 2017|Vida Cristã, vitrine|0 Comentários

Sobre o Autor:

Paulista, estudante e aprendiz (do que o Senhor quiser me ensinar). Sempre fui apaixonada por escrever e isso se intensificou ~ministerialmente~ após minha conversão. Cá estou vivendo por aquele que por mim morreu, esperando o dia que nos encontraremos <3 Pra me achar, tô por aí: projetopuritanas.com fatorteen.wordpress.com @mvieiracamilla (insta) "Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai." (Cl. 3.17)

SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL