O problema do louvor contemporâneo

A paz! Você já parou para analisar o repertório do momento de louvor de sua igreja? Ou a playlist do seu smartphone? Minha preocupação não é se as músicas são lançamentos ou de cantores conhecidos. O que pesa nessa hora é se esses louvores são bíblicos ou não.

Digo isso porque não é difícil encontrar uma música que tenha como protagonista o ego do cantor. Pode ser que nos versos ele se faça de coitadinho, vítima de todas as circunstâncias ruins possíveis do universo. Também é provável alguma outra que ele se julgue superpoderoso, imbatível vencedor. Ou que ele aproveite a melodia de um hit secular para escrever um louvor que todo mundo vai cantar (até quem não quer nem chegar perto da igreja).

Aí damos de cara com o seguinte versículo:

Cantarei para sempre as Tuas misericórdias, ó Senhor; os meus lábios proclamarão a todas as gerações a Tua fidelidade. Salmo 89.1

O salmista é categórico: o objetivo do louvor é adorar a Deus. Qualquer coisa diferente disso é apenas um apanhado de estrofes entoado em vão. Parece rude de minha parte essa comparação? Dê uma olhada em Amós 5.21-24. Foi uma crítica que o próprio Senhor fez através do profeta quanto à forma que o povo de Israel conduzia o culto por um todo. Serve como uma baita reflexão para o que temos feito dentro das nossas congregações.

Enquanto insistirem em colocar músicas que exaltam o homem nos seus momentos de adoração, os grupos locais não poderão se queixar de que seus membros vão para o culto com intenções mesquinhas. Ou que se aproximam de Deus apenas na hora do aperto e depois somem no mundo.

A Bíblia tem que ser ensinada durante a programação da igreja, inclusive no louvor. Isso ajuda ao cristão firmar em seu coração toda a riqueza que a Palavra ensina sobre a pessoa de Deus. A partir disso, o crente amadurece seu relacionamento com o Senhor, já que ele sabe que está cantando aquilo que a Bíblia fala.

Ame a Palavra e louve ao seu Deus através dela. Saiba o que você está cantando porque tem certeza de que não é diferente do que a Bíblia ensina a respeito da salvação, graça e amor que vêm do alto.

Semana abençoada, em nome de Jesus. Abração!

Por | 2018-03-20T08:12:53+00:00 quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2018|Adoração, Cristianismo, Estudos Bíblicos, Vida Cristã, vitrine|0 Comentários

Sobre o Autor:

Seguidor de Jesus Cristo. Contínuo aprendiz da verdade revelada através da Palavra. Total dependente da graça de Deus.

SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL