Arrume Seu Quarto!

Olá queridões! Tudo bem? Confesso que senti falta de estar por aqui juntamente com vocês, como instrumento a fim de glorificar a Deus através do registro escrito daquilo que tenho aprendido com Ele na caminhada cristã. Esse aprendizado, sempre com base tão somente na Palavra que ensina a Verdade e mostra a maneira certa de viver, para louvor daquEle que nos chamou para servi-lÓ em tudo com amor.

Ahhh, antes que me esqueça… Feliz novo ano com Cristo! Espero que tenham curtido bastante esse período de férias e festividades, bem como aproveitado para fortalecer o relacionamento com Deus. Sem mais delongas, iniciemos com uma pergunta: Você arrumou o seu quarto?

Daí você pergunta: – o que tem haver? Eu respondo: Calma, não se desespere (vamos desenvolver a ideia e tomara que faça sentido)!

Pois bem. Após enfrentar uma maratona da limpeza no meu quarto, que por sinal estava precisando, devido à bagunça que tinha se acumulado por conta da própria rotina e algumas viagens que realizei, pude constatar que a lei da física que sugere: “dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ou lugar ao mesmo tempo”, está em voga aqui, isto é, em validade. Acrescido a isso, vi a importância de colocar tudo em ordem para facilitar a dinâmica de uso de cada coisa e até mesmo encontrá-las. O que quero dizer?

Com isso, vi claramente Deus falando ao meu coração através dessa situação que foi tomando forma e fazendo-se entender através da leitura das Escrituras e por meio de um louvor escutado que enfatizava claramente a ocupação exclusiva de Deus no lugar que lhe é devido em nós. O quarto representa aqui as nossas vidas! Mas, qual o lugar que Deus ocupa em você? Ou o que/quem tem “tirado o lugar” dEle em sua vida?

Pra não ficar só na conversa, sugiro que abra sua bíblia em Mateus 14:22-33 para melhor entendimento dos trechos em destaque abaixo que serão utilizados para nossa edificação: (já abriu?)

E respondeu-lhe Pedro, e disse: SENHOR, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus; mas sentindo o vento forte, teve medo; e começando a afundar-se, clamou, dizendo: SENHOR, salva-me. E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, porque duvidastes?” Mateus 14:28-31

            Nesse trecho, podemos ver que o discípulo Pedro foi tomado por seu próprio medo em uma situação de inquietude das ondas por conta dos fortes ventos (v.24) ao ver Jesus andando sobre as águas. O que mais chamou minha atenção é que essa não foi apenas uma atitude exclusiva de Pedro, pois é relatado que os demais discípulos também se assustaram (v.26). Ueeeeé, mas como não o reconheceram? Não costumavam andar com Ele com frequência?  E, aonde estava aquele Pedro destemido que se vangloriou ao garantir com palavras que não abandonaria o Cristo (Mt 26:33), mas mesmo assim o fez?

            Fato é que todos deram lugar ao medo e, ao invés de olharem pra Cristo e confiar nEle, escolheram o outro lado, e particularmente Pedro foi afundado em suas aflições (v.30). Certamente, não vemos convicção ou fé nessa ocasião, mas desfrutamos da verdade que Jesus permaneceu de pé, estendeu sua forte mão, socorreu Pedro que estava se afundando por sua pouca fé e ainda acalmou os ventos (v.31-32). Que cena maravilhosa!

            Sabemos que não podemos servir a dois senhores (Mt 6:24) e que Deus é digno do primeiro lugar em nós (Mt 6:33 ), mas também de todos os outros como forma de totalidade. Entretanto, quantos ídolos temos criados para nós mesmos e posto no lugar que pertence somente ao Senhor de todas as coisas? O desejo desenfreado pela fama, amor ao dinheiro, idolatria pelo poder ou até mesmo o medo (ou qualquer coisa que coloquemos acima de Deus) pode ser visto como empecilhos ou vilões que tentam roubar a posição do que é eterno!

        Parece-me uma luta constante que já enfrentei e todos nós passamos um dia. Mas estou certo de que precisamos arrumar nosso quarto, colocar tudo em seu devido lugar, não pelos nossos méritos ou força, mas tendo bom ânimo. Afinal, Cristo garantiu que não precisamos de medo (v.27), mas de fé em sua pessoa que pode nos fazer andar sobre as águas em meio às tempestades da vida, sendo socorro bem presente em todas as circunstâncias e que pode fazer muito mais do que aquilo que pedimos e pensamos (Ef 3:20) para que assim, contrariando as leis da física humana, possamos ser um com Ele, assim como o Pai que esta nos céus (Jo 17:21)

Que Deus lhe abençoe,

Espero que tenha feito sentido pra você!

Fique a vontade para deixar seu feedback sobre esse texto nos comentários, ou se preferir podemos conversar por e-mail ou redes sociais abaixo:

contatolgleygson@outlook.com
💙Facebook.com/LGleygsonOficial
📸 Instagram.com/LGleygson
🎥 YouTube.com/LeonardoGleygson

Abraços,
Leonardo Gleygson 😁


 

Por | 2018-03-20T08:12:55+00:00 sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018|Bíblia, Cristianismo, Destaque, Devocional, Diversos, , Motivação, Principal, Sem categoria, Vida Cristã, vitrine|0 Comentários

Sobre o Autor:

Surpreendido por Deus a cada instante, busco matar o meu "eu " todos os dias a fim de que Ele seja tudo na minha vida. Sou apenas um servo, estudante de Fonoaudiologia. Quero ganhar o Brasil para Cristo e não ser destaque ou motivo de exaltação pessoal!

SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL