SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL

Isso eu sei de cor!

Oi oi! Todos bene?

Já se pegou fazendo algo no automático? Coisas que você não precisou nem pensar pra fazer ou falar e quando viu já estava lá? Quem nunca né?!

Nos últimos dias o Senhor tem me feito refletir o quanto da minha vida cristã é baseada em coisas que eu decorei por saber que era o que as pessoas esperavam que eu fizesse e não as faço necessariamente por crer nelas.

Desde a forma como me refiro a Deus em oração, até a forma como respondo as pessoas, tudo tem passado por essa análise.

“Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.” Josué 1:8

A bíblia nos ensina que devemos meditar nas palavras do Senhor e que devemos agir conforme a sua instrução. Todavia, é importante que haja entendimento vinculado a isso e aplicação da fé. Não devemos fazer só por fazer.

Gosto dessa palavra “meditar”. Ela significa dizer que você precisa gastar mais tempo com as escrituras do que apenas aquele suficiente para decorar. Segundo o dicionário, meditar é “pensar sobre”.

Eu sou uma pessoa que não tem uma memória exatamente BOA (estamos orando e dormindo melhor para tentar mudar esse quadro. Informo vocês dos resultados posteriormente), mas mesmo assim eu faço/falo coisas decoradas. De repetir uma ação ou de tanto observar outros, quando vejo, já estou agindo e falando de tais coisas com naturalidade. Outra ferramenta que me ajuda muito é justamente essa coisa “buscar entender”. Uma vida na faculdade baseada em “me explica” e com base nisso eu explicava para outros. Agora quando o professor perguntava: “o que Fulano disse no livro tal?” E queria com isso que eu escrevesse usando exatamente as mesmas palavras do Fulano, era um caos. Aquelas palavras precisavam fazer sentido para mim e isso me faria adequar a linguagem pra cada ambiente que eu tivesse que falar do tema, mas falaria com propriedade.

Só que nem sempre procurei ter essa mesma profundidade na vida cristã. Crente velho, como costumamos falar, tem essa mania. Tão lá a tanto tempo que nem sabem porque fazem determinadas coisas.

“Começa o louvor em pé…levanta a mão… fala aleluia… bate palmas (nas igrejas em que isso é bem-vindo)…senta…ouve a palavra…sai”

Uma coisa é quando você é criança e, seus pais, te ensinando a falar com Deus, pedem que você repita com eles determinada oração. Eu não espero que uma criança de 2 anos saiba o que significa “Senhor Jesus”. Ela não tem obrigação de entender esse senhorio. Agora é importante que você cresça e busque se aprofundar nisso. Não fale apenas por falar.

Quando ora, você se refere a Deus como Senhor? Como Papai? Como Excelso Supremo Rei de todo o Universo? Como Deus de Abraão, Isaque e Jacó?

Quando você o chama de Senhor é porque tem submetido sua vida ao senhorio dele ou apenas porque acostumou?

Quando o chama de Papai é porque entende a paternidade dele sobre ti e a identidade que isso te trouxe ou só porque acha mais fofo que os outros nomes atribuídos a Deus?

Quando você chama a galera da igreja de “irmão” é porque você verdadeiramente os considera assim ou porque disseram pra você que a partir daquele momento o nome do seu amigo deveria ser precedido desse adjetivo?

Entendam que não estou apontando o dedo para vocês. Estou apenas fazendo a vocês os mesmos questionamentos que fiz a mim quando me deparei com comportamentos meus que denunciavam que eu apenas estava repetindo algo decorado e não vivendo e crendo em tais coisas.

O Senhor diz: “Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens”Isaías 29:13

Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim.Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.Mateus 15:7-9

Não estou racionalizando todas as coisas e dizendo que então você precisará sempre entender em profundidade tudo pra então obedecer. Existem inúmeras coisas em Deus que nossa razão não é capaz de alcançar. No entanto, Deus não deseja a nossa repetição. Ele não deseja que façamos algo com o coração distante dEle. Ele quer que possamos confessar com nossos lábios e crer com o coração (Romanos 10:9), pois Ele nos quer por inteiro.

Há uma diferença entre decorar, crer e aplicar em nossas vidas.

Lembro de uma amiga que após visitar Israel, e ser guiada por um judeu especialista em “Messianologia”, me contava abismada que o conhecimento daquele homem era invejável. Ele poderia contar a qualquer turista cristão tudo que eles gostariam de ouvir sobre Cristo e, apesar de usar a bíblia (argumento válido e inquestionável para os cristãos), mantinha sua crença de que o Messias ainda não veio. Ele sabia de cor, mas não tinha a revelação do que aquela mensagem representava.

O jovem rico também! Sabia todos os mandamentos e os cumpria conforme havia decorado, mas seu coração estava distante de tal verdade e, por isso, não pode seguir a Cristo.

Do que são feitas suas orações? Vãs repetições ou da verdade do seu íntimo? Tenho aprendido que Deus prefere as nossas orações “sujas”, mas cheias de verdade, do que aquelas que o exaltam sobre alicerces de mentira.

Minha oração é que o Senhor abra o nosso entendimento e se revele a nós nas áreas que apesar de serem base para nossa fé, por vezes, ainda são obscuras e geram incredulidade em nossos corações. E que a graça dEle se manifeste e se revele suficiente, apesar da nossa mente limitada.

Deus abençoe vocês!

#Atéterça

😉

Por | 2017-08-19T23:53:20+00:00 terça-feira, 15 de agosto de 2017|Cristianismo, Devocional, |1 Comentário

Sobre o Autor:

Crente das empolgadas, que pretende sim dominar o mundo (por que não?). Apaixonada por escrever, ler, dançar e cuidar de gente. Moro com meus pais, tenho uma irmã que é quase minha gêmea e uma sobrinha maravilhosa. Sou formada em Direito e atualmente faço teologia. E fico cada dia mais maravilhada com a forma que Deus consegue conciliar essas áreas. Luto para não ser legalista e tento matar minha carne todo dia. Convicta de que fomos #chamadosparaser a diferença no meio dessa geração e através disso fazer e corresponder a tudo quanto o Senhor planejar. Instagram: @caromenezes
  • Fabrine

    Uau!! Qua maximo Caro! Gloria a Deus por esse teu entendimento, e obrigada por compartilhar!!
    :**