SOBRE NÓS

O ministério Não Morda a Maçã está há 9 anos a serviço do Reino para inspirar adolescentes e jovens a conhecer Jesus através da leitura e revelação da palavra de Deus. Continue lendo

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL

Transformação e testemunho

Apenas ouviam dizer: “Aquele que antes nos perseguia, agora está anunciando a fé que outrora procurava destruir”. E glorificavam a Deus por minha causa.
Gálatas 1.23-24

Esses versos me fizeram pensar um pouco se a minha vida glorifica a Deus, e resolvi compartilhar com você essa breve reflexão.

Embora a maioria de nós não tenha sido um perseguidor da igreja de Cristo como Paulo o foi, éramos em outros sentidos, antes de nossa conversão. De maneira que, ao nos arrependermos e decidirmos seguir a Cristo, muito provavelmente geramos, no mínimo, curiosidade na mente daqueles que nos cercam.

Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.
Efésios 2:3-5

Se estávamos nesta situação e Cristo nos deu vida, então devemos vivê-la — não como nossa, mas como dele. Devemos revelar Cristo em nossas ações, de modo que as pessoas não saibam que somos cristãos genuínos apenas pelo nosso falar (mas também por ele!), mas também pelo nosso agir.

Sabe quando você encontra uma pessoa, começa a conhecê-la, e depois de um tempão você descobre que ela é cristã? Então, não devemos ser assim. Hoje, me atentei para algo que Paulo fazia nas suas saudações nas cartas que escrevia. Repare comigo:

Paulo, servo de Cristo Jesus, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus, o qual foi prometido por ele de antemão por meio dos seus profetas nas Escrituras Sagradas, acerca de seu Filho, que, como homem, era descendente de Davi, e que mediante o Espírito de santidade foi declarado Filho de Deus com poder, pela sua ressurreição dentre os mortos: Jesus Cristo, nosso Senhor. Por meio dele e por causa do seu nome, recebemos graça e apostolado para chamar dentre todas as nações um povo para a obediência que vem pela fé. E vocês também estão entre os chamados para pertencerem a Jesus Cristo.
Romanos 1:1-6

Reparou alguma coisa? Ele demorou 6 versos para se apresentar, e, em praticamente todo o trecho, ele falou mais de Cristo do que de si mesmo. Nossa identidade é transformada quando encontramos o Senhor de nossas vidas, porque aprendemos que a verdadeira liberdade só é encontrada debaixo do senhorio do Filho de Deus.

Eu estou constantemente pincelando algo sobre esse tema nos posts, porque eu acredito que é uma das coisas principais que devem entrar na sua cabeça, irmão (ou irmã). Hoje um amigo e irmão na fé, convertido há pouco tempo, me perguntou se eu achava que aqueles que acreditam em Deus e em Cristo, mas não vivem de acordo aos mandamentos, podem ser salvos. A minha resposta foi a de Tiago:

Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta.
Tiago 2:17

Alguém nessas condições não teve fé genuína. Digo isso para que você acorde enquanto há tempo, e perceba que você não se pertence mais; sua identidade foi atualizada. Não apenas creia

[ou diga que crê], mas revele Cristo através dos seus atos, para que as pessoas próximas a você possam glorificar a Deus pela sua vida e pelas mudanças maravilhosas que você manifesta. E lembre-se que o seu testemunho não deve vir de apenas as pessoas observarem sua intimidade com Deus, não. Ele também se revela no seu próprio relacionamento com elas.

Cabe ressaltar, contra o extremismo, que não estou dizendo que você deve “agir, e não falar”; pelo contrário, você deve agir e falar! A pregação serve para alimentar a fé (Rm 10.17), enquanto as boas obras testificam dela e glorificam a Deus (1 Co 10.31).

Preocupe-se com o seu testemunho cristão, sem ser dissimulado e querer parecer santo demais para as pessoas. Se você quer “parecer” uma pessoa reta para não envergonhar a Cristo, seja uma pessoa reta, já que você foi vivificado pelo Espírito. É mais fácil do que ficar fingindo por aí.

Produza frutos! Que Deus o abençoe.

Por | 2017-08-19T23:53:22+00:00 quarta-feira, 28 de junho de 2017|Adoração, , Motivação, Vida Cristã, vitrine|2 Comentários

Sobre o Autor:

Pior dos pecadores alcançado pelo Evangelho de Jesus Cristo. Sonho em ser pai e sou apaixonado pelo livro de Romanos. Membro da Igreja Presbiteriana de Vitória da Conquista - BA.
  • Era oque eu precisava ☺…Obg…seja mais usado por Deus como já é❤❤❤❤❤

    • Lucas Guimarães

      Glória a Deus, Maressa! Fico feliz que Ele tenha falado contigo. Deus a abençoe e te conforme à imagem do nosso Cristo!
      Obs.: Você tem o nome de minha irmã haha 🙂