Como vai a sua alma?

Carol Menezes 13 de junho de 2017 2




Hello! Todos bene?

Estava eu bem comportada assistindo a ministração da palavra no último domingo e de repente o pastor lê o versículo abaixo:

“Amado, oro para que você tenha boa saúde e tudo corra bem, assim como vai bem a sua alma.” 3 João 1:2 (NVI)

Em seguida em minha mente surgiu a questão: como vai a sua alma?

a) Vai bem, obrigada;

b) Moço, não faz pergunta difícil…estamos na semana do dia dos namorados e estou solteira;

c) Tô rindo, mas é de nervoso;

d) Por que você quer saber?

e) Nenhuma das anteriores.

(ahahaha eu tenho problemas, eu sei…mas realmente fico imaginando essas enquetes e depois imaginando a cara de vocês lendo..rs)

E se a questão fosse sobre o que tem conduzido, direcionado, governado a sua alma? Continua tudo ótimo?

As meninas provavelmente concordarão comigo que muitas vezes somos enganadas por nossas emoções. Em alguns momentos estamos ótimas. Noutros, o desespero e a ansiedade nos cegam e se tornam nossos guias.

Os meninos, bom alguns estão apenas parados mesmo. Estão na “caixinha do nada”, quando muito dando “ESC” na “tela azul” pra ver se resolve e sem chegar a lugar algum. Outros estão tão ansiosos que se atropelam e ficam tão vulneráveis como as meninas conduzidas por suas emoções.

Tanto um grupo quanto o outro deveria, no entanto, ser conduzido pela palavra de Deus; Deveria ter a paz de Cristo como árbitro do seu coração; Deveria caminhar com fé rumo ao alvo independente das circunstâncias; Deveria conseguir confiar na palavra Dele que afirma que Ele tem o controle.

Nessa carta específica, João sabia que Gaio estava bem, por isso usou essa afirmação como benção. Os versículos seguintes dão testemunho disso. Mas suponhamos que esse fosse o critério para que todas as áreas das nossas vidas fossem abençoadas (ou não) de acordo com (assim como) o estado da nossa alma. Como estaria a sua vida nesse momento?

Saindo do campo das suposições, se você fizer uma pequena análise em sua vida, todas as vezes que você não sujeita a sua alma ao senhorio de Cristo, isso não resulta em catástrofes em todas as áreas?

Tenho descoberto diversas raízes de insubmissão a Cristo em minha vida. Muitas delas em áreas que eu achava que estavam “ok”. Isso se dá em todas as vezes que penso que pelo meu próprio empenho conseguirei conquistar algo na vida cristã. E eu realmente não consigo. A parte que me cabe é o arrependimento, o clamor pela ajuda do Espírito Santo e a sujeição da minha alma a Deus e a Sua palavra. No mais, até para obedecê-Lo, preciso de Sua ajuda.

Quando fiz essa breve meditação, entendi que por vezes nos debatemos tentando entender porque determinada área nunca é resolvida…ou porque parece que precisamos passar tantas vezes pelas mesmas circunstâncias, mas não nos atentamos ao fato de que a raiz é mais profunda. A raiz diz respeito as bases da nossa fé e ao quanto temos de fato entendido Deus como Senhor em nós.

Minha oração é que não sejamos guiados por corações emocionados e enganosos e nem mentes extramente racionais ou vazias, mas que nosso norte seja sempre a palavra de Cristo.

Deus abençoe vocês!

#Atéterça

😉




2 Comentários »

  1. Stela Krüger 13 de junho de 2017 às 13:21 - Reply

    Um tapinha na cara nosso de cada dia. #JesusAjuda

  2. Giovana 13 de junho de 2017 às 23:16 - Reply

    Gostei muito!!

Deixe um comentário »