Olhe para Cristo!

Leonardo Gleygson 6 de maio de 2017 1




Nem tudo aqui nessa terra é como se espera, não é mesmo? Então, chega aquele dia em que você se depara com o fato de que a vida não é um “mar de rosas”, antes inclui sofrimentos, dores ou perdas que muitas vezes nos tornam vulneráveis às dificuldades que podem nos cercar. Sob essa perspectiva, cabe aqui perguntar: Como é sua reação quando tudo parece ir de mal a pior?

Através da vida de Jó, podemos aprender que as adversidades são possíveis, uma vez que ele mesmo teve que lidar com diversas aflições, a saber, perda dos bens, filhos e até a própria saúde (Jó 1:13-19; 2:7), apesar de ser um homem temente a Deus (Jó 1:8). Outro exemplo, pertinente é a famosa história de José do Egito que após ser odiado por seus irmãos, foi vendido como escravo (Gn 37: 28) e, por conseguinte, se encontrou preso por rejeitar cometer adultério (Gn 39:7). Nesse sentido, pode-se dizer que de maneira nenhuma somos isentos de tribulações, pois antes mesmo de as enfrentarmos ou até mesmo existirmos, Cristo já afirmava:

no mundo tereis aflições”João 16:33b

Sou prova viva disso, e certamente você também tem algumas histórias assim para contar. Esses últimos dias foram bastante desafiadores, pois à medida que se aproximavam literalmente as provas da universidade, surgia junto com elas o medo, ansiedade ou até mesmo a vontade de desistir. Posso lhe garantir que estava estudando, só não sei se da maneira correta e com o foco certo. Digo isso, porque como seres humanos, podemos cair na tentação de olhar apenas para as circunstâncias ou somente para o nosso próprio umbigo, ou melhor, para nossas vontades que quando não são atingidas tudo parece que é o fim.

A situação supracitada se constitui em um reflexo de que a vontade de Deus se sobrepõe a todas as coisas e ainda que tenhamos planos, a resposta sempre vem dEle (Pv 16:1), pois tanto o querer quanto o realizar é efetuado em nós conforme sua boa vontade (Fp 2:13). Além disso, aponta para o quanto somos insuficientes e incompletos para alcançar em totalidade a compreensão dos propósitos do Senhor (Ef 5:17). Mas de que forma você lida com tudo isso?

Algumas pessoas podem tentar fugir. Outras, negar sua ínfima fé. Todavia, é necessário confiar em Deus, olhando sempre para Cristo (Hb 12:2) e não apenas focar nas dificuldades. Vale indagar, para o que você tem olhado? Infelizmente, não posso lhe garantir que com isso ter-se-á só vitórias nessa terra, pelo contrário podemos sofrer assim como Jó, mas com ele vemos que a dor é por enquanto e que apesar das tempestades, as crises passam e no Senhor podemos ter esperança. Por meio da vida de José, vemos que há um propósito em tudo (Ec 3:1) e aprendermos com essas oportunidades e podemos crescer.  Sendo assim, quero lhe encorajar a escolher a boa parte:

assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua Palavra” Lc 10: 39b

Antes de se preocupar com as dificuldades, que tal começar a pensar no seu relacionamento com Deus? Pois, se as nossas preocupações fossem voltadas para o Reino e não só relacionadas às coisas que podemos adquirir nessa terra, certamente teríamos mais fé, intimidade, amor ao Autor da Criação e bem saberíamos:

“Todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que por seu decreto são chamados”. Rm 8:28

Um abraço,

Leonardo Gleygson 🙂

 




Um comentário »

  1. Paz 7 de maio de 2017 às 1:02 - Reply

    Ual, esse ano estou completamente enlouquecida com a minha faculdade,dias sem dormir, exausta, não consigo nem respirar.. e pensei diversas vezes em desistir. Várias pessoas vem me apoiando, meus professores me ajudam, mas a ANSIEDADE é enorme.
    Mas posso afirmar que realmente o Senhor está em cada detalhe da nossa vida, cada dia tem sido um milagre. Esse post me ajudou demais. Obrigada!

    Fiquem na Paz.

Deixe um comentário »