Satisfação somente em Cristo

Lucas Guimarães 22 de fevereiro de 2017 1




Fala, cabeçudo!

Hoje quero compartilhar com você algo que tem há muito me incomodado: o quanto o Evangelho de Jesus Cristo tem sido visto por muitos como o Evangelho de qualquer outra coisa, menos de Cristo. Vamos, antes de tudo, dar uma lida em um trecho da Escritura:

Quando a multidão percebeu que nem Jesus nem os discípulos estavam ali, entrou nos barcos e foi para Cafarnaum em busca de Jesus.
Quando o encontraram do outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Mestre, quando chegaste aqui?”
Jesus respondeu: “A verdade é que vocês estão me procurando, não porque viram os sinais miraculosos, mas porque comeram os pães e ficaram satisfeitos.
Não trabalhem pela comida que se estraga, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem lhes dará. Deus, o Pai, nele colocou o seu selo de aprovação”.
Então lhe perguntaram: “O que precisamos fazer para realizar as obras que Deus requer?”
Jesus respondeu: “A obra de Deus é esta: crer naquele que ele enviou”.
João 6.24-29

Será que nós não temos feito como a multidão referida no texto? Será que não temos buscado a Deus com motivações egoístas? Será que não estamos tentando usá-lo para satisfazer desejos inadequados?

Não é difícil encontrarmos hoje pregações que exaltem riquezas materiais, relacionamentos, felicidade vazia, colocando-os como iscas para os fieis serem pescados por Deus. Meu amigo, eu devo te dizer que, se você precisa de satisfações outras que não o próprio Cristo para buscá-lo, você precisa se arrepender e confessar os seus pecados a Ele. Quando se tem conhecimento da glória de Cristo, todas as coisas que este mundo tem para oferecer se tornam insignificantes. Como confessou o apóstolo Paulo,

Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo […]
Filipenses 3.8

Compartilho do pensamento do querido irmão Paul Washer quando ele diz que não suporta quando pregadores dizem que “você já tem tudo, só falta Jesus”. Amigo, se você não tem Cristo, você não tem nada. Ele não é a cereja do bolo, ele é o bolo inteiro¹.

Você diz: Estou rico, adquiri riquezas e não preciso de nada. Não reconhece, porém, que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego e que está nu.
Apocalipse 3:17

Eu suponho que, por o NMM ser bem conhecido pela temática de namoro cristão (embora este NÃO seja o enfoque do blog), muitos dos que acompanham tentam usar a vida com Deus como um manual para conseguir uma boa pessoa para namorar e, futuramente, casar. Não discuto sobre a vontade de viver um namoro cristão em santidade, creio que essa seja a vontade de muitos destes. O problema é que isso JAMAIS deve ser usado como causa de se manter um relacionamento com Deus. Esta é a consequência. Se você busca conhecer a Deus e tem intimidade com Ele, conhece a Sua palavra e medita nela, você terá discernimento para tomar as decisões que implicarão em uma boa escolha da pessoa que estará ao seu lado. Mas a glória de Cristo é maior que tudo isso.

Ele é o Filho de Deus, que era muito antes de o mundo existir; a Palavra de Deus encarnada, para fazer a vontade do Pai e salvar aqueles que lhe foram dados. Se deixou padecer nas mãos dos homens, sendo sempre manso e humilde de coração (Mt. 11.29). Foi ressuscitado pelo Espírito Santo ao terceiro dia e subiu ao céu, tomando o lugar de glória que tinha com o Pai, à Sua direita. E Ele um dia voltará (talvez hoje) e julgará as nações, recebendo consigo os que são seus, e lançando fora os ímpios. Quão grande Ele é!

“O Reino dos céus também é como um negociante que procura pérolas preciosas.
Encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo o que tinha e a comprou”.
Mateus 13:45,46

Pare pra pensar agora em quem Deus é e adore-o por isso. Conheça a Deus através das Escrituras e você não precisará de outras coisas pra satisfazê-lo. Nem carros, nem casas, nem maridos, nem esposas, nem empregos, nem dinheiro, nem conforto, nem viagens, NADA disso é mais glorioso do que o próprio Messias, pelo qual são todas as coisas. Amém.

Produza frutos, meu irmão. Deus seja contigo.


¹O chamado ao evangelho e a verdadeira conversão. Paul Washer. 2013.




Um comentário »

  1. Thiago S Andrade 28 de fevereiro de 2017 às 19:56 - Reply

    Lucas,

    É triste ver o que tem acontecido com o evangelho de Cristo. Muitos o estão apresentando como o “evangelho do bem-estar”, “evangelho do seus problemas acabaram” e por aí vai. Deus é simples, o evangelho de Jesus é simples. É poder para nos salvar. Precisamos voltar a essência da salvação e da busca por bençãos espirituais e não materiais. Precisamos orar mais por almas, por conversão na igreja e não por coisas que se estragam. Nosso tesouro é no céu.
    Adorei o seu texto. Deus te abençoe.

Deixe um comentário »