Presente de Deus

Marielle Rosa 18 de fevereiro de 2017 0

Começo este texto regando minhas palavras com lágrimas. Tento escrever, mas meu coração se agita dentro de mim, de tanta gratidão. Há poucos minutos, me “desliguei” de tudo, a fim de orar e compartilhar sobre o favor de Deus aqui – mas foi assim que comecei a ver um filme da minha vida, com todo seu enredo encenado no palco da graça. Basta olhar ao redor para notar que Ele sempre esteve aqui, tão perto, mesmo sem eu merecer ou perceber.

Às vezes, faço o mal que não quero fazer. Sem querer, deixo de praticar o bem que gostaria. Tenho alguns deslizes em meus atos de bondade, compaixão e justiça. Volta e meia, eu erro. Mas Ele escolheu me amar. Ele escolheu me querer bem. Ele escolheu se doar, mesmo sabendo que eu jamais teria o suficiente para retribuir. Ele escolheu você e nada pode mudar isso.

Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor. (Romanos 8.38-39)

Assim é a graça de Deus, se é que pode ser descrita: um favor imenso e imerecido. São as misericórdias renovadas sobre nós a cada amanhecer. É o abraço Dele a nos envolver quando não temos forças para prosseguir, mas Ele insiste em dizer que conseguimos Nele. É saber que Ele não nos ama mais quando acertamos ou menos quando falhamos. É como receber um presente, daqueles inesperados e impagáveis.

Tão doce e forte, esta graça nos constrange e desmancha nosso orgulho, afasta nossa religiosidade e é capaz de atrair até os corações mais endurecidos pela vida. É ela que nos faz pensar: “Mas o que é que Ele viu em mim?” – e perceber que simplesmente não há explicações.

Este favor ainda se estende sobre nós de forma eterna, afinal, nunca merecemos ser salvos, mas fomos!

Pois pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente dado por Deus. A salvação não é o resultado dos esforços de vocês; portanto, ninguém pode se orgulhar de tê-la. (Efésios 2.8-9)

Diante disso, minha indiferença dá lugar à rendição. Não temos aonde ir, senão para os braços que sempre nos alcançam, mesmo nas mais deploráveis situações, para nos limpar, curar, restaurar e fazer tudo novo, de novo e de novo.

Não importa nada. O amor de Deus não cessa, não falha e não desiste de você. Acredite: a graça te basta!

Vasos Quebrados

Todas estas peças quebradas e espalhadas

Em misericórdia, reunidas, emendadas e completas

De mãos vazias, mas não desamparadas

Eu fui liberto, eu fui liberto

Maravilhosa graça, quão doce o som

Que salvou um miserável como eu

Eu estava perdido, mas agora fui encontrado

Era cego, mas agora eu vejo

Oh, eu posso te ver agora

Oh, eu posso ver o amor em seus olhos

Se entregando

Levantando o abatido para a vida

Você toma o nosso fracasso, Você pega a nossa fraqueza

Você deposita o seu tesouro em vasos de barro

Então, tome este coração, Senhor, eu serei seu vaso

Para o mundo ver sua vida em mim

Que Deus te abençoe muito! 🙂

Mari

Deixe um comentário »