De que é feito um cristão?

Diego Cesar 16 de fevereiro de 2017 2




Graça e paz, galera! Em tempos que ser chamado de cristão não significa necessariamente ser seguidor de Cristo, como é possível lidar com este versículo?

A discrição do homem o torna longânimo, e sua glória é perdoar as injúrias. Provérbios 19.11

Se tomarmos a vida de Jesus, veremos que ela foi pautada por discrição (mesmo sendo Deus, em nenhum momento Ele se valeu desta condição para tomar vantagem sobre os outros – Filipenses 2.6) e perdão aos que O ofendiam (prova máxima disso é pedir pouco antes de morrer que Seus algozes fossem perdoados por Deus Pai – Lucas 23.34a).

O choque maior é ver que uma boa parte dos cristãos pouco está se importando em imitar Cristo, não só nestes dois aspectos como em muitos outros.

Quanto à discrição, lembre-se daqueles que, por exemplo, contam vantagem por fazer uma boa ação ao próximo. Aí, quando comparamos essa atitude com os dizeres de Jesus, já vemos uma contradição. Mateus 6.2-4 mostra que ajudar alguém deve ser uma ação tão despretensiosa de chamar a atenção alheia que nem nossa mão esquerda deve saber o que a mão direita faz.

Outra situação corriqueira a autoproclamados cristãos é postar foto em rede social, de preferência ajoelhado ou abraçado à Bíblia, com a legenda “Escreva seu nome que orarei por sua vida nesta noite”. Meu irmão, se você quer orar por alguém, faça isso sem propaganda (Mateus 6.5)! Se não souber por quem fazer a oração, peça ao Espírito Santo revelar, que com certeza Ele o fará. Bem melhor que tentar promover a imagem de crente espiritual às custas do desespero dos outros…

Agora falando sobre o perdão, como é raro ver um cristão agindo nesse sentido. Até mesmo dentro da igreja! Se levassem a sério o texto do Pai-nosso (Mateus 6.12), como podem imaginar que serão perdoados por Deus se não conseguem perdoar ao seu próximo?

Paulo recomenda que nos esforcemos em praticar o bem no lugar de retribuir com o mal qualquer dano que sofrermos (Romanos 12.17). Difícil? Ninguém falou que se tornar discípulo de Jesus seria moleza.

Enquanto estivermos vivos devemos lutar para que nosso relacionamento com Deus não seja transformado em evento religioso preso às conveniências da carne. Ser cristão deve ser, sem dúvida nenhuma, sinônimo de quem vive como Cristo viveu (1 João 2.6).

Semana abençoada, em nome de Jesus. Abração!




2 Comentários »

  1. Cristiane Mota 16 de fevereiro de 2017 às 11:30 - Reply

    Ótima mensagem! Realmente seguir a Jesus não é fácil, é necessário renunciar o nosso eu diariamente. Deus nos abençoe.

    • Diego Cesar 16 de fevereiro de 2017 às 14:16 - Reply

      Não é tarefa fácil ser cristão. E quem disse o contrário estava mentindo. Vamos seguir lutando. Deus abençoe.

Deixe um comentário »