Profundamente rasos

Carol Menezes 14 de fevereiro de 2017 8

Oi oi! Tem imaginação aí? Então ativa ela e vem comigo.

O local é a praia. Uma grande faixa de areia separa você e o mar. Você senta confortável e ao olhar pra frente, se depara com uma pessoa feliz e contente, apenas com a cabeça para fora d’água. O corpo dela está completamente coberto pela água. Se fitasse os olhos apenas nisso, poderia concluir que ela está tão fundo que seus pés quase não tocariam o chão.
Você amplia o campo de visão e se dá conta que bem ao lado do adulto, brinca sorridente uma criança. Ela vem e vai buscando água para terminar de construir seu castelo na areia.

Como poderia um adulto estar mergulhado onde uma criança caminha com facilidade?
a) A criança é ungida do Senhor e consegue caminhar sobre as águas tipo Jesus;
b) O adulto é algum tipo de furão que cava buracos para se enterrar no meio do mar;
c) O adulto está “mergulhado” no raso;

Vou te dar um tempinho pra pensar nessa questão dificílima… hhahahah (sim, eu tenho problemas. Desculpa pessoal!)

A resposta obviamente é que o adulto está mergulhado no raso. Tá, e daí?

E daí que é bem assim que eu e você muitas vezes ficamos ao nos contentarmos com o estado e o nível de conhecimento e relacionamento que temos com Deus. Sorrimos felizes como quem está vivendo na plenitude da vontade dele, íntimos e santos, mas em verdade estamos estagnados no que era pra ser a parte de molhar os pés e começar a se acostumar com o que Ele tinha dali em diante. (Pá! Aquele tapa bem no meio da nossa cara…)

Quem nos observa de longe, tal como imaginamos enxergar o “mergulhador”, até acredita em nossa aparente profundidade. Mas é só chegar um pouco mais perto, prestar um pouco mais de atenção, pra descobrir que não passamos do raso.

Quanto a isso, temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram lentos para aprender. De fato, embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite, e não de alimento sólido! Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal. Hebreus 5:11-14

Irmãos, não lhes pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a crianças em Cristo. Dei-lhes leite, e não alimento sólido, pois vocês não estavam em condições de recebê-lo. De fato, vocês ainda não estão em condições, 1 Coríntios 3:1,2

Dia desses, em uma pregação sobre avivamento, nosso pastor citou um trecho de um livro que dizia que nós ainda não experimentamos isso em nossos dias, porque estamos conformados com um tipo de relacionamento superficial. Não há mais intensidade de busca, fome e sede da palavra.

“Estou convencido, de que o motivo pelo qual não vivemos um grande avivamento, é porque estamos satisfeitos sem ele”. Leonard Havenhill

Nosso arrependimento é superficial, nossos relacionamentos são superficiais, nosso conhecimento técnico profissional também (porque sabemos um pouco de tudo e nada de coisa nenhuma)…enfim, tudo em nossos dias é baseado na aparência do ser e não em efetivamente ser.

A urgência do chamado foi perdida e nós, de forma egoísta, caminhamos pro céu deixando pra trás parte da família de Cristo que segue órfã sem saber que tinha um lugar de origem e pertenciam ao plano original.

Quando estagnamos, não deixamos de cumprir apenas o que nos cabia, mas também atrapalhamos aqueles que gostariam de ter passagem pra águas mais fundas.

É tempo de voltarmos à essência! Lembrar que somos pó. Lembrar que enquanto não chegarmos ao céu não completamos a carreira. Lembrar que há muito em nós pra abandonar e muito dEle pra ainda descobrir. Que mesmo quando chegarmos lá, Ele, em sua grandeza infinita ainda terá muito a nos ensinar e revelar, mas que pros nossos dias já existe certa medida de profundidade e revelação das quais não temos desfrutado.

Que possamos nos arrepender verdadeiramente e possamos buscar conhece-lo e prosseguir em conhece-lo (Oséias 6:3), pois há muito mais pra viver nEle no dia que se chama hoje!

Deus abençoe vocês!
#Atéterça
😉

8 Comentários »

  1. Carolina Silva Glogovchan 14 de fevereiro de 2017 às 10:38 - Reply

    Obrigada por essa surra. Deus abençoe.

    • Carol Menezes 15 de fevereiro de 2017 às 7:40 - Reply

      ahahaha tamo junto!Apanhei valendo também ao escrever.
      Deus te abençoe também! Beijos!

  2. Ruan Lima 15 de fevereiro de 2017 às 9:00 - Reply

    Que tapa bom. Que Deus continue usando vocês..

    • Carol Menezes 20 de fevereiro de 2017 às 9:25 - Reply

      Amém! hehehe Deus te abençoe também.

  3. Tatiana Anjos 16 de fevereiro de 2017 às 8:00 - Reply

    Carooool, como estou vibrando ao ler essa postagem. Sabe como me sinto? Compreendida! Como é bom saber q não estou sozinha em meus pensamentos, em minhas lutas. Luto contra a superficialidade em mim e nos outros, e nos dias de hoje tem sido cada vez mais difícil. Não me sinto melhor que ninguém não, mas as vezes me sinto enxergar coisas que a maioria não enxerga. O quanto muitas vezes falo sobre o quão é importante sermos sinceros conosco mesmo, com Deus e com as pessoas. Devemos nos questionar, cavar, ir no mais profundo de nós…Mas poucos no meu convívio hoje, parecem entender o que quero dizer…As vezes isso me desanima…Mas obrigada pela injeção de ânimo ao ler esse post. Vou compartilhar. Me edificou! Um beijo

    • Carol Menezes 20 de fevereiro de 2017 às 9:27 - Reply

      Glória a Deus por isso, Tati! A pegada é exatamente essa: sondar o coração diariamente, pois a superficialidade por vezes se manifesta de forma sutil.
      Que possa continuar firmes em Cristo, pedindo sempre a ajuda preciosa do Espírito Santo para corrigir nosso procedimento.
      Deus te abençoe!
      Beijos!

  4. LAIANE 20 de fevereiro de 2017 às 10:41 - Reply

    Mensagem linda, edificante e impactante. Glória a DEUS ♥

    • Carol Menezes 22 de fevereiro de 2017 às 8:39 - Reply

      Glória a Deus! =)
      Deus te abençoe! Beijos!

Deixe um comentário »