Obedecer, quero!

Carol Menezes 24 de janeiro de 2017 4

Buenos dias, povo lindo! Todos bene?

No último sábado, estava conversando com minhas gurias na célula quando uma delas relatou a experiência que passo a contar a vocês. (Importante: eu não tenho uma memória digamos… excelente…rs Sendo assim, o relato traz a história dela, mas com as minhas palavras)

“Fiz uma viagem com meu pai e minha irmã e aproveitamos pra praticar rafting. Foi muito louco. Quando você faz algo assim, vai encontrar corredeiras de diversos níveis. Elas são de 1 a 6. Lá nós passamos por corredeiras nível 5. Nós precisamos ficar muito atentos as orientações do líder. Não dava tempo de pensar muito… você tinha que obedecer e pronto. Fizemos muita força. Na verdade, colocávamos toda a nossa força naquilo porque senão o bote viraria. Era desgastante, mas durava pouco tempo. 

Depois de uma das piores, ainda exausta, ouvi meu pai dizer: “filha olhe para trás”. Eu não consigo mensurar como a imagem daquela corredeira era linda. Eu olhava encantada enquanto pensava como tinha sido passar por ela. Enquanto isso, o Espírito Santo ministrava meu coração sobre a importância de obedecer sem questionar a instrução do nosso Líder. Ele já tinha passado por aquele trajeto inúmeras vezes. Ele sabia o que estava fazendo. Nós não sabíamos o que tinha a frente. Só sabíamos que era um trajeto de 25km, mas Ele sabia … então, precisávamos confiar nele.”

Claaaaaaaaaaaro que eu ouvi isso e fiquei eufórica! Primeiro pela ministração que a minha lindeza recebeu direto do coração do Pai e depois por pensar em tantas coisas que o Senhor queria falar com todas nós (e agora com todos vocês) a partir dessa experiência.

1) Não temos ideia do que acontecerá no dia de amanhã e por essa razão, não sabemos qual o nível de dificuldade que iremos encontrar. No entanto, temos um Deus que não está preso ao tempo como nós. Sendo assim, Ele já está em nosso amanhã. Ele já o conhece e sabe exatamente quais as manobras que precisaremos fazer de forma que o bote não vire.

Ouçam agora, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro”. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: “Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo“. Tiago 4:13-15

“Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? (…) Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal.  Mateus 6:25 e 34

2) Precisamos estar atentos à sua orientação, mas é fundamental que também a obedeçamos.

Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência.  Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer. Tiago 1:22-25

Neste item é válida uma pausa.

É possível obedecer ao Senhor sem questionar?

Sim. Mas isso só será possível se você conseguir amá-lo de todo coração, de toda a tua alma e com todas as suas forças. Isso custará tudo em você. E esse amor só nasce em seu coração se você receber o amor Dele, pois de nós mesmos seríamos incapazes de amar de tal maneira.

Eu ainda não O amo dessa forma. Todos os dias me pego questionando direções simples. Mas o Senhor tem sido paciente comigo. Quando insisto em meus desejos carnais e meus clamores por independência que resultam em fracasso, Ele aciona o colete salva-vidas, me pega pela mão e me coloca no bote outra vez.

Talvez fique fácil de entender isso se observarmos aquela típica cena em que uma criança na borda de uma piscina, respondendo ao chamado do pai, simplesmente se lança para frente sabendo que ele irá ser forte o suficiente para segurá-la. Ela não tem medo. Ela não precisa calcular as possibilidades. O pai está à frente dela e isso é tudo o que ela precisa saber pra conseguir se lançar.

Quando adultos, ou com uma longa caminhada cristã, passamos a questionar as orientações Dele. “Tem que haver um propósito…”, “Se Ele não me disser o que quer que eu faça lá, eu não vou”, “por que eu preciso abrir mão disso se não estou prejudicando ninguém?”

Na hora da pressão de uma corredeira, por exemplo, você nem lembra direito o que é direita e esquerda. Não sabe se estava indo ou vindo. Vai me dizer que sabe o que é melhor pra você? Não, eu e você não sabemos. Entonces, obedece, meu bem!

3) Por último, o versículo que ficou ecoando em minha mente quando ela falou da bela imagem que contemplou depois de passar a corredeira:

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem obtivemos acesso pela fé a esta graça na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança.  E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu. Romanos 5:1-5

É meio louco pensar que problemas podem ser belos. Mas essa ideia da corredeira deixou isso muito claro pra mim. Quando observo a natureza de uma forma geral, sempre me encanto com a grandeza de Deus e com a forma como Ele é detalhista, etc. Quando vejo algo como uma cachoeira ou corredeira, eu fico ainda mais deslumbrada com todo aquele barulho e a forma sincronizada com que cada um daqueles elementos trabalham e se completam produzindo um belo espetáculo. Ao passar por elas, no entanto, surgem temores e eu só consigo pensar como o Sid em “A Era do Gelo 2”: A gente vai morrer! ahahha

Mas, é neste lugar de desafio, caos, e por vezes, medo, que entendemos nossas limitações e o quão fundamental é nossa dependência de Deus. Neste lugar é produzido o caráter aprovado (que foi colocado a prova). É neste lugar onde a esperança nasce e com ela a fé.

Reserve um tempo neste dia para olhar pra trás e reconhecer cada uma das corredeiras pelas quais você passou. Seja grato pelo seu líder (Espírito Santo) que sempre esteve presente dando direção. Peça perdão pelas vezes em que não lhe deu ouvidos e viu entrar água em seu barco. Foque outra vez adiante, pois novos desafios virão, mas agora você já sabe exatamente o que fazer.

Deus abençoe vocês!

#AtéTerça

😉

 

 

 

4 Comentários »

  1. Tais 25 de janeiro de 2017 às 9:55 - Reply

    Carol, o texto de hoje foi um alento para o meu coração. Meu pai está internado a 7 dias, com dores incessantes. Ele quebrou a coluna e, remédio algum te surtido efeito. Talvez seja preciso cirurgia, mas estamos na dependência da saúde pública que anda a passos lentos. Meu coração hoje se entristeceu ao falar com ele no telefone. Mas é preciso confiar que Deus está no controle de tudo, eu preciso acreditar cegamente no meu líder.

    • Carol Menezes 26 de janeiro de 2017 às 8:52 - Reply

      Poxa, guria… que situação complicada!
      Glória a Deus por Ele ter falado contigo através do texto.
      Minha oração é que seu coração permaneça firme no Senhor e que Ele dê sabedoria e paz a todos da sua família.
      O nosso amado Deus ama mais ao seu pai do que você pudesse conseguir e Ele tem cuidado dele.
      Conte com minhas orações! Beijo grande!

  2. Danilo 23 de fevereiro de 2017 às 16:34 - Reply

    Obrigado por esse texto! É engraçado que eu sempre deixo pra ler os textos devocionais bem depois que eles saíram, mas ainda assim Deus me entrega eles no momento em que preciso ler.

    Faz menos de uma semana que vim morar em Portugal pra estudar, com o dinheiro contadinho, e essa semana vi que ele já tava acabando e fiquei mega preocupado em como faria pra pagar o aluguel do mês que vem. Preocupado a ponto de ficar olhando fixo para os cantos, sem conseguir bolar uma saída na cabeça.

    Mas hoje sai pra entregar currículos na cidade e orei no caminho pedindo pra Deus me mostrar se era a vontade dEle que eu realmente estivesse aqui. Não tenho dúvidas do poder dEle, o que me dá muito medo é estar no caminho errado e achar que estou fazendo algo que ele quer, quando estou apenas na minha vontade.

    E cara, hoje li no fb Mateus 6:25 e agora esse post, eu to feliz demais! É indescritível perceber Deus guiando a gente igual um Pai do lado do filho aprendendo a andar de bicibleta. Ele tirou nossas rodinhas, mas não quer que andemos a esmo, Ele está a cada dia falando o caminho que devemos fazer, e está do lado para que não caiamos. Deus é lindo demais!!

    • Carol Menezes 2 de março de 2017 às 8:48 - Reply

      Glória a Deus por isso, Danilo! Imagino que estar em outro país seja mesmo um desafio e uma grande oportunidade de exercício de fé.
      Sei que o Senhor irá sustentá-lo e direcioná-lo sobre os próximos passos.
      Continue sensível a voz dEle e certamente você desfrutará de muito mais cuidado e graça da parte do Senhor.
      Deus te abençoe!
      😉

Deixe um comentário »