Convocados

Mozart Remigio 25 de dezembro de 2016 1




convocados

Fala galera, tudo bom com vocês?
Domingão de Natal, reunião com a família, muita comida, festa e é claro, satisfação pelo nascimento de Cristo!

Seria óbvio eu trazer hoje um pensamento a respeito do nascimento de Jesus, ao invés disso, gostaria de falar brevemente de algo que o Espírito Santo tem chamado minha atenção.

O Mesmo Sentimento de Cristo

Estes últimos dias tenho pedido ao Espírito Santo, que coloque em meu coração os mesmos sentimentos do coração Dele. Ter as mesmas alegrias, dores, satisfações e anseios, para não apenas fazer o que o Pai me pede, mas ter o desejo de fazer antes que Ele tenha que me pedir.

Tenho medo de me tornar um simples religioso. Um praticante sem sentimento. Fazer por que tem que fazer. Isso é terrível! Imagina um abraço sem carinho, um casamento sem amor, uma ajuda sem compaixão… Se formos por esse caminho, faremos apenas o básico, tristes e cansados por dentro, sem chegar de fato a lugar nenhum.

E então, num dia desses, precisei deixar meu carro no mecânico e, como era perto da casa dos meus pais, fui até lá esperar que o carro ficasse pronto. Na hora de voltar ao mecânico, fui pegar ônibus numa pracinha que fica na rua de baixo da casa deles. No pouco tempo que estive ali pude notar algumas coisas sobre aquele lugar.

Vi ali alguns jovens completamente destruídos por conta das drogas, consumindo tudo à plena luz do dia, crianças brincando perto deles, como será o futuro delas? Vi como aquela praça está suja, com o mato alto… aquele lugar já foi muito bonito e agora parece abandonado.

Pude ouvir a conversa de telefone de um rapaz que estava no ponto do ônibus, dizendo o quanto a situação estava difícil e que não sabia onde iria morar, pois já tinha recebido a ordem de despejo. Vi pessoas saindo de suas casas, com muros altos e portões automáticos, saindo com seus carros, aparentemente indiferentes à tudo isso – talvez eu me inclua entre esses.

Fiquei ali pensando o quanto aquilo era triste, pois antigamente eu brincava naquela praça, haviam moradores que cuidavam dela, aparavam a grama e plantavam flores, as pessoas sentavam tranquilas naqueles bancos. Drogas? Nunca tinha visto ali!

Era tão triste ver um lugar de boas lembranças da minha infância nesse estado. Ao mesmo tempo veio uma certa revolta, cadê as pessoas para cuidar dessa praça? Devemos esperar isso do governo? O que posso fazer para mudar essa situação? O que será desse lugar daqui a dez anos se continuar assim? A minha vontade era de voltar ali no dia seguinte bem cedo, trazer uns amigos, chamar alguns moradores e promover uma limpeza naquela praça. Cortar a grama alta, plantar algumas flores e cuidar para que semana após semana continue bela. Esse foi o sentimento que o Espírito Santo colocou em meu coração, que me empolgou a fazer algo por aquele lugar! E ainda farei, em nome de Jesus!

Ele nos Convocou

1 Pedro: 2. 9. Porém, vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, cujo propósito é proclamar as grandezas daquele que vos convocou das trevas para sua maravilhosa luz.

O que está acontecendo ao seu redor hoje e que não condiz com a luz de Deus? Seja bem prático agora, olhe de fato ao seu redor, pense em sua família, amigos e vizinhos. Gaste alguns minutos pensando nisso. Anote o que você vê de errado, não precisa pensar na corrupção do governo, veja aquilo que faz parte do seu dia a dia. Pergunte ao Espírito o que você pode fazer à respeito disso, pense nos seus dons, naquilo que sabe fazer, compartilhe esse sentimento com alguns amigos, envolva as pessoas. Neemias se moveu por conta de um sentimento de dor, e mudou uma nação. Com certeza algo pode ser mudado ao seu redor!

Jesus veio a este mundo e promoveu a maior revolução que já experimentamos. E agora, somos um povo que foi escolhido para continuar seu legado de trazer luz ao que está perdido em trevas, a transformar o sofrimento em alegria. Somos propriedade exclusiva de Deus, fomos comprados por um alto preço para proclamar quão grande Ele é, não apenas com palavras, mas principalmente com atitudes!

Jesus nos convocou. Ele nos quer. Somos o exército que transformará este mundo, pelo poder do Espírito Santo que atua em nós, trazendo luz, amor e fé ao coração daqueles que serão salvos e acrescentados neste exército!


Vamo pra cima galera!

Feliz Natal a todos, que Cristo seja cada vez mais presente em suas vidas.

Abraços,
Mozart.




Um comentário »

  1. Tais 26 de dezembro de 2016 às 9:45 - Reply

    Excelente pensamento, Mozart. A indiferença tem minado os nossos dias. Concordo com você! E que Deus te inspire e te capacite a ajudar esse bairro que foi (e é) importante pra você e sua família. Abraço, paz!

Deixe um comentário »