A armadura é de Deus

Richardson Gomes 25 de novembro de 2016 1
armadura
 Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. (Efésios 6:10)

 

Quando somos crianças, ouvimos por muitas vezes aquela famosa frase “vou contar pro papai”. Quem não teve um irmão que nunca disse isso? Não somente nessas horas, mas geralmente contamos com nossos pais ou responsáveis para nos ajudar a resolver os problemas que aparecem. Minha irmã mais nova, se era insultada por seus coleguinhas, dizia: “vou chamar meu irmão! Ele é mais velho”. Isso é bem comum, na escola, quando se tem algum irmão mais velho.

Paulo estava dando conselhos práticos de santidade muito importante aos Efésios. Ele já estava chegando ao fim desses conselhos e, por esse exato motivo, começa a falar dessa passagem tão conhecida que é “a armadura de Deus”. No versículo dez, então, Paulo exorta os crentes: “Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder”. E isso é importante e crucial. É por isso que escrevo aqui.

Temos uma forte tendência, como seres humanos falhos, de acharmos que há força em nós mesmos. Queremos ser os super herois e lutar com o poder que achamos que temos em nós. Olhamos pra nós e não queremos ver fraquezas e limitações. Até dizemos “sou fraco”. Até reconhecemos que Deus é que é poderoso. Mas, na prática, agimos como se não precisássemos dele. Queremos usar a nossa própria armadura.

As crianças chamam “o papai” ou o irmão mais velho, porque, diante de um problema maior, seja em força física ou argumentativa, elas sabem que não têm o que fazer além de chamar aqueles que têm realmente maior força. Nos desesperamos por problemas grandes, pecados difíceis de lidar, situações complicadas, porque achamos que devemos resolver com nossas próprias forças.

Já assistiu “Power Rangers”? Os violões, depois de muita luta, ganhavam poder pra ficar gigantes, lembra? Seria muita tolice dos lutadores coloridos que soltam faísca no lugar de sangue enfrentar o gigante dez vezes maior que eles. Ele chamavam os megazords! rs. Davi, quando enfrentou Golias, sabia que a força não iria vir dele mesmo, mas do Senhor.

Paulo não diz: “Finalmente, sejam fortes e deem tudo de si.” ou então “Vistam toda a armadura que vocês puderem fazer.” Não! Paulo diz “Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo” (v.11). Sabemos que Satanás nos quer destruir. Sabemos que tudo que ele quer é nos ver longe de Deus e não medirá esforços para ver isso acontecendo. E é fato de que não podemos com ele. Não podemos! A grande maravilha é que Deus pode. Quem tirou o povo de Israel do egito? “Lembrai-vos deste mesmo dia, em que saístes do Egito, da casa da servidão; pois com mão forte o Senhor vos tirou daqui”(Ex 13:3, ênfase minha).

Ora, pense! Se foi Deus quem o salvou (e não você mesmo, como alguns podem pensar), porque agora alguém deveria querer confiar em sua fraqueza? Efésios 6 termina com um pedido de oração de Paulo. Ele pede pra que orem no Espírito para perseverarem, para que outros perseverem e para que ele persevere. Talvez não houvesse melhor forma de terminar esse ensino do que pela oração. Pois, o que mais seria tão humilhante quanto orar? Orar é dizer “eu não consigo. Devo pedir a quem consegue.” Pedimos a Deus exatamente porque não podemos por nossas forças. Só crescemos na vida cristã na medida em que diminuímos a nós mesmos. Talvez precisemos, cada vez mais, agir como aquelas crianças, e contarmos com aquele que não é o He-Man, mas, de fato, tem a força: o Senhor, Deus dos Exércitos.

Grande abraço, povo!

Soli Deo Gloria

Um comentário »

  1. Ju 25 de novembro de 2016 às 9:06 - Reply

    Glória a Deus! 🙂

Deixe um comentário »