Tempo de forno

Carol Menezes 1 de novembro de 2016 2




tempo-de-forno_opt

Oooooooooooooooi, Brasil! Todos bene?

Eu tenho tido o privilégio de conhecer muita gente linda ultimamente e que escreve de forma edificante. Hoje, escolhi compartilhar com vocês um desses textos. Vem comigo!

Esta semana eu estava preparando uma receita diferente, algo que eu nunca fiz. Precisava estar concentrada com os ingredientes, porque todos têm o seu peso. Principalmente com o tempo do forno. É uma fase importante, se eu erro a temperatura, erro a receita.

Depois de ter passado o tempo que a receita pedia, notei que as bolachas não estavam no ponto. Na verdade, tinha passado alguns minutos. Errei.

Tirei do forno, olhei as bolachinhas, estavam moles e ficando murchas. Lá se foi o meu tempo, meus ingredientes e as minhas expectativas. #chateada. Nem quis mais saber das bolachinhas. Escutei a minha mãe dizendo para colocar novamente no forno, uma segunda chance.

Passaram alguns minutos, incansáveis minutos de espera e uma incerteza… Será? Quando eu olho no forno, as bolachinhas estavam lindas, melhores do que eu imaginei e deram certo! 

Ao tirar a forma do forno, senti uma grande alegria. Naquele momento percebi que tudo tem o seu tempo. Eu havia tirado as bolachas antes do tempo correto para elas assarem. Por mais que a receita indicasse que eu tinha de deixar no tempo X, o forno não é igual para todos.

Só de olhar, eu sabia que havia algo errado nas bolachas. A questão é que o olhar de Deus não é igual ao meu olhar. Ele me sonda na profundidade e enxerga algo que eu não posso enxergar.

Deus não tem um padrão para abençoar as pessoas. Ele tem total liberdade e ministra no coração no jeito e no tempo dEle. Ele tem sua própria maneira de assar, ou melhor, de agir.

Ao tirar do forno, eu interrompi um processo fundamental, o “assar”. Veio ao coração o que diz em Provérbios 20:21:

“A herança que no princípio é adquirida às pressas, não será abençoada no seu fim”.

Quantas vezes Deus estava separando algo grande para mim, mas eu interrompi? Achei que estava pronta para receber.

Eu poderia aqui citar Eclesiastes 3:1, ou dizer aqueles clichês: “A pressa é inimiga da perfeição”. Na ansiedade de ver o resultado final, me precipitei tirando as bolachas do forno, sem perceber que estavam cruas. Assim também são as promessas que Deus nos faz, senão formos pacientes, não atingem o seu propósito. “O tempo é precioso Aline”, foi o que eu mais ouvi. Puxada de orelha mais amável que existe. 

O fato de estarmos “dentro do forno”, demonstra que Deus está nos preparando para o que há de vir. Seja para mudança de caráter, atitude, qualquer coisa, uma vez que dissemos “eis me aqui”.

O que me dá a certeza de que posso terminar esse processo de transformação? Apenas pelo meu achismo? Como Deus vai me abençoar lá na frente, se eu não valorizei o tempo precioso de forno?

As bolachas estavam crescendo, interrompi, mas voltei para o forno. Ainda tinha esperança de que elas cozinhassem e foi o que aconteceu. Deus nos dá Sua segunda chance quando vê que em nosso coração existe o arrependimento daquilo que fizemos de errado e reconhecemos.

Se você, assim como eu, se sente dentro do forno, saiba que Ele tem grandes coisas separadas para sua vida. Valorize este tempo com o Pai. É a melhor hora de ter intimidade e comunhão com Ele. De se reconhecer nEle que a hora certa para todas as coisas chegará.

Aline Chella (https://bpemovement.wordpress.com/2016/09/24/tempo-de-forno/)

Esse texto da Aline me fez pensar sobre como tantas vezes, levados pela ansiedade, não compreendemos o tempo e o modo como Deus trata conosco. Sofremos por antecipação! Nos frustramos porque não sabemos esperar esse “tempo de forno” ou de tratamento, por vezes, treinamento.

Lembre-se que Ele trata cada um de forma individual. O jeito que seu amigo tem sido tratado, não será necessariamente o jeito que você será tratado. Vocês tem desafios diferentes. Então receberão, por vezes, tratamentos bem distintos.

Que Deus te dê graça para discernir o tempo que está vivendo e que você corresponda ao que Ele tem te orientado.

Deus abençoe vocês!

#Atéterça

😉




2 Comentários »

  1. Rafael Marcos 1 de novembro de 2016 às 7:59 - Reply

    Não é bolacha, é biscoitos haha! Ótima palavra, Deus abençoe!

    • Carol Menezes 2 de março de 2017 às 8:56 - Reply

      ahahahha eterna briga “bolacha x biscoito”.
      Deus te abençoe também! 😉

Deixe um comentário »